FANDOM


"O que eles fizeram destruiu Ariana: ela nunca mais voltou ao normal. não queria usar magia, mas tampouco conseguia se livrar dela: o seu poder voltou-se para dentro e a enlouqueceu, irrompia dela quando não conseguia controlá-lo, e por vezes ela se tornava estranha e perigosa. mas a maior parte do tempo era meiga, assustada e inofensiva."
Aberforth Dumbledore sobre sua irmã Ariana[fnt]

Ariana Dumbledore (c. 1885 - fim do verão de 1899[1]) era uma bruxa mestiça e a filha mais nova de Percival e Kendra Dumbledore. Ela era a irmã mais nova de Alvo e Aberforth Dumbledore. Aos seis anos, Ariana foi atacada por garotos trouxas que a viram praticarem magia. O ataque a traumatizou de tal maneira que sua magia se tornou incontrolável. Seu pai, Percival, atacou os garotos e foi preso em Azkaban, e sua mãe, Kendra, mudou a família para Godric's Hollow e manteve Ariana escondida dos outros. Por causa disso, os poucos que viram Ariana tinham a impressão que ela estava sendo mantida prisioneira.

Quando tinha quatorze anos de idade, Ariana causou uma explosão que resultou na morte de sua mãe. Seu irmão mais velho, Alvo, tornou-se o responsável. Ariana morreu quando foi atingida acidentalmente por um feitiço durante o duelo triplo entre seus irmãos mais velhos e Gerardo Grindelwald. O evento teria profundo impacto nas vidas de ambos seus irmãos. Seu irmão mais velho Alvo se tornou o professor de Transfiguração e conseguintemente o diretor mais notório da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, enquanto seu irmão preferido Aberforth se tornou o dono do Cabeça de Javali em Hogsmeade.

BiografiaEditar

InfânciaEditar

"Quando minha irmã fez seis anos de idade, ela foi atacada fisicamente por três garotos trouxas. Eles a viram produzindo feitiços, quando a espionavam pela sebe que cerca o quintal: ela era pequena, não tinha controle sobre a magia, nessa idade nenhum bruxo tem. Imagino que o que viram os tenha apavorado. Eles se espremeram pela sebe e, quando ela não soube lhes mostrar o truque, exageraram ao tentar impedir a monstrinha de repeti-lo."
Aberforth Dumbledore sobre o ataque de Ariana[fnt]
Ariana Dumbledore.png

A foto de Ariana no álbum de Batilda Bagshot

Ariana era a mais nova dos três filhos de Percival e Kendra Dumbledore, nascida em 1885 em Mould-on-the-Wold, uma vila bruxa na Inglaterra. Aos seis anos, ela foi vista praticando magia por um grupo de garotos trouxas. Quando ela não poder repetir o feito, eles a agrediram. O ataque a traumatizou e fez com que perdesse o controle sobre seus poderes. Seu pai buscou vingança contra os garotos e os matou. Por causa disso, ele foi condenado a prisão perpétua em Azkaban. Ele se recusou a revelar a razão do ataque, pois Ariana teria de ser mandada para o St Mungus se sua condição fosse descoberta, já que esta ameaçava o Estatuto de Sigilo.[2]

Para manter a filha em segurança, Kendra levou a família para morar em .Godric's Hollow e Ariana foi excluída do mundo exterior.[2] Muitos não sabiam que os Dumbledore tinham uma filha. Ariana era doce e gentil, mas quando não podia controlar sua magia, ela se tornava perigosa. As pessoas se perguntavam por que Kendra não mandava Ariana para Hogwarts, e muitos acreditavam que Kendra havia produzido um aborto.

Morte de KendraEditar

"Eu conseguia convencê-la a comer quando quando não queria comer com a minha mãe, eu conseguia acalmá-la, se tinha um acesso de fúria, e, quando estava tranquila, costumava me ajudar a alimentar os bodes."
Aberforth Dumbledore sobre sua irmã.[fnt]
ArianaDH2.jpg

Ariana aos catorze anos

Quando tinha catorze anos, Ariana teve um surto no qual suas emoções e sua magia fugiram do controle. Seu irmão Aberforth não estava em casa para acalmá-la, e Ariana causou uma explosão que resultou na morte de sua mãe.

Alvo Dumbledore, que estava se preparando para viajar com seu amigo, Elifas Doge, permaneceu na Inglaterra para poder ir ao velório de sua mãe e assumir a posição de cuidar de Ariana. Aberforth quis tomar conta da irmã, mas ele não havia terminado sua educação ainda, e seu irmão mais velho insistiu que ele terminasse sua formação em Hogwarts.[2]

MorteEditar

"Tive raiva disso, Harry. Eu era talentoso, era brilhante. Queria fugir. Queria brilhar. Queria a glória. Não me entenda mal. Eu os amava... mas era egoísta... Então, quando minha mãe morreu, e me deixou a responsabilidade de uma irmã incapacitada e um irmão rebelde, voltei para minha aldeia enraivecido e amargurado. Preso e desperdiçado, pensei! Então, naturalmente ele chegou..."
Alvo Dumbledore para Harry Potter no limbo.[fnt]


Gellert Grindelwald and Albus Dumbledore.JPG

O irmão de Ariana Alvo com seu amigo Gerardo Grindelwald

Pouco depois de Alvo se tornar o guardião de Ariana, Gerardo Grindelwald veio para Godric's Hollow para ficar com sua tia, Batilda Bagshot, tendo sido expulso do Instituto Durmstrang por suas experiências extremas com as artes das Trevas. Grindelwald também tinha um histórico que Alvo decidiu ignorar. Alvo e Gerardo se tornaram amigos de imediato, como eram ambos extraordinariamente talentosos e ambiciosos. Os dois formaram um plano para assumir o mundo bruxo e dominar o mundo trouxa para o "bem maior".

Aberforth os enfrentou a respeito desses planos, e lembrou a Alvo que Ariana não podia ser arrastada com os dois enquanto eles seguiam seu sonho. Grindelwald ficou furioso, e insistiu que assim que dominassem os trouxas, não haveria mais necessidade de Ariana ser escondida. Um duelo ocorreu entre ele, Alvo, e Aberforth. Ariana, que tinha cerca de 14 anos na época e não podia controlar seus poderes, tentou fazer com que parassem, e foi morta por um dos feitiços; nunca se soube qual dos três bruxos foi o responsável pela morte da menina. [2]

Após a morteEditar

ArianaDumbledorePortrait.jpg

O retrato de Ariana

Logo após a morte de Ariana, Grindelwald fugiu do lugar, temendo consequências e problemas com as autoridades e perdeu sua amizade com Alvo permanentemente, embora pareça que eles perderam alguma afeição entre si.

No funeral de Ariana, Aberforth quebrou o nariz de Alvo e o culpou pela morte da irmã.[3] Aberforth nunca perdoou o irmão por sua parte na morte de Ariana, assim como Alvo nunca pôde perdoar a si mesmo.[4] Ariana foi enterrada no mesmo local que sua mãe em Godric's Hollow, e elas compartilharam o mesmo túmulo com o epitáfio "Pois onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração," escolhida por Alvo.

No Espelho de Ojesed, Alvo veria para sempre sua família completa e ilesa e Ariana viva e usando magia, embora, quando questionado, ele dissesse estar vendo a si mesmo segurando um par de meias. Rita Skeeter escreveu uma biografia sensacionalista sobre Alvo Dumbledore após sua morte em 1997, e incluiu informações falsas e humilhantes sobre Ariana ser um aborto que era maltratada pela família.[5]

Arianas portrait.png

Harry Potter e o retrato de Ariana

Um retrato de Ariana está pendurado no quarto de Aberforth no Cabeça de Javali em Hogsmeade. Ele esconde uma passagem secreta para a Sala Precisa no Castelo de Hogwarts.[2] Essa passagem só começou a aparecer na Sala Precisa quando os alunos começaram a resistir contra a administração do diretor Severo Snape. Foi usada para levar Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley para Hogwarts em 1998 com Neville Longbottom, e depois outros membros da Armada de Dumbledore e da Ordem da Fênix que responderam ao chamado para defender o castelo contra o exército de Lorde Voldemort.[6]

Aparência físicaEditar

Aos catorze anos, como descrito em seu retrato no Cabeça de Javali, ela foi descrita como uma garota loura cujo olhar atravessava a sala com um tipo de doçura vazia."[2]

PersonalidadeEditar

"...os clarões e estampidos assustaram Ariana, ela não os suportava... acho que ela quis ajudar, mas não sabia exatamente o que estava fazendo, e não sei qual de nós fez aquilo, poderia ter sido qualquer um de nós... e ela caiu morta."
Aberforth Dumbledore relembrando a morte de Ariana[fnt]

Ariana foi severamente traumatizado pelo ataque que sofreu aos seis anos. Logo depois, ela não pôde controlar sua magia. Às vezes, ela ficava enlouquecida, estranha, e perigosa, de acordo com seu irmão Aberforth Dumbledore. Nessas ocasiões, ela podia extravasar sua magia em explosões descontroladas, como aquela em que sua mãe foi morta. Na maioria do tempo, contudo, Ariana era bondosa e gentil. De acordo com Aberforth, quando estava calma, ela o ajudava a alimentar os bodes. Ela também tinha coragem, como tentou interceder no duelo entre Alvo, Aberforth, e Gerardo Grindelwald, mas foi morta pela tentativa.[2]

RelacionamentosEditar

PaisEditar

Kendra Dumbledore.png

A mãe de Ariana, Kendra

"...meu pai foi atrás dos filhos da mãe que tinham feito aquilo, e os atacou. Por isso o prenderam em Azkaban. Ele nunca se defendeu, porque, se o Ministério soubesse da condição de Ariana, ela teria sido recolhida ao St. Mungus para resto da vida... Tivemos que mantê-la a salvo e em silêncio. Mudamos de casa, espalhamos que era doentinha, e minha mãe cuidava dela e tentava mantê-la calma e feliz."
Aberforth Dumbledore sobre Percival e Kendra Dumbledore[fnt]
Percival Dumbledore.png

O pai de Ariana, Percival

Os pais de Ariana, Percival e Kendra Dumbledore, ficaram arrasados pelo ataque em sua filha. Kendra se mudou com a família para Godric's Hollow e cuidou de sua filha. Ariana acabou matando sua mãe em uma explosão de magia descontrolada.[2]

Aberforth DumbledoreEditar

"Eu era o seu favorito... Ela gostava mais de mim."
—Aberforth sobre sua irmã[fnt]
AberforthInfobox.jpg

Aberforth, o irmão favorito de Ariana

Aberforth Dumbledore era o irmão mais velho de Ariana e o seu preferido. Após seu ataque, Aberforth foi o único a acalmá-la quando ela se tornava perigosa, algo que mesmo sua mãe não conseguia. Os dois costumavam alimentar os bodes juntos em seu tempo livre. Aberforth não estava presente quando Ariana perdeu o controle de seus poderes e acidentalmente matou sua mãe.

Muito depois da morte de Ariana, Aberforth continuou a manter um retrato de sua irmã falecida Cabeça de Javali. Ele esconde uma passagem secreta para a Sala Precisa no Castelo de Hogwarts.[2]

Alvo DumbledoreEditar

Dumblyd.PNG

Alvo Dumbledore, o irmão mais velho de Ariana

Alvo Dumbledore era o irmão mais velho de Ariana mas a proximidade que tinha com seus irmãos mais novos não chegava nem perto da que eles tinham entre si. Embora ele tenha amado sua irmã mais nova, Alvo ressentia a responsabilidade que tinha que assumir após a morte da mãe, que o forçou a ficar em casa, e abandonar seus planos ambiciosos. [4]

Daí em diante, o bicho-papão de Alvo assumiria a forma do corpo de Ariana. Em 1991, Alvo Dumbledore disse a Harry Potter que ele via a si mesmo segurando um par de meias de lã quando olhava para o Espelho de Ojesed.[7] Contudo, ele via sua família viva, inteira e feliz - Ariana, Percival e Kendra com ele outra vez, e Aberforth em paz com ele". Ele não quis admitir isso a ninguém, especialmente Harry.[8]

EtimologiaEditar

  • Ariana é a versão italiana do nome grego Ariadne, composta dos elementos ari "mais" e adnos "sagrado".[9]
  • O nome também pôde vir do galês arian, que significa "prata".

Simbolismo e lendaEditar

Ariadna

  1. Na mitologia grega, Ariadna era uma princesa da ilha de Creta que ajudou Teseu a matar o Minotauro. A lenda gira em torno do Labirinto: um local escondido onde as pessoas era mandadas para morrer como tributos. Olhando por esse lado, o nome de Ariana indica sua vida reclusa e morte trágica.
  2. Há paralelos entre o mito e o relacionamento entre Ariana e seus dois irmãos mais velhos, Alvo e Aberforth, e seus papéis na sua vida e na sua morte. Aberforth representa o herói Teseu, lutando contra Alvo e Gerardo Grindelwald (que juntos representam o Minotauro). Aberforth era o mais devotado a sua irmã, e também seu favorito; Ariadna também gosta muito de Teseu.

Assim como no mito grego Ariana (Ariadna) ajuda Aberforth (Teseu) a derrotar Alvo e Gerardo (o Minotauro). Além disso, ambas as histórias terminam em tragédia -- Teseu trai e deixa Ariadna na ilha de Naxos. Associando a morte de Ariana com o mito, pôde-se dizer que Aberforth tenha lançado o feitiço fatal. Pôde também significar que ele não conseguiu ou não tentou prevenir sua morte. De qualquer modo, sua morte foi uma fonte de conflito entre os irmãos Dumbledore.

BastidoresEditar

LEGO Ariana.png

Ariana em forma LEGO

ApariçõesEditar

Wiki.png
A Harry Potter Wiki tem 7 imagens relacionadas a Ariana Dumbledore.

Notas e referênciasEditar

  1. 1,0 1,1 Em Harry Potter e as Relíquias da Morte, C. 18, sabemos que Alvo recebeu uma carta informando a morte de Kendra pouco depois de sua graduação de Hogwarts em meados de junho de 1899, que ele tornou-se amigo de Gerardo Grindelwald naquele verão, e que a amizade dos dois terminou em menos de dois meses, quando Ariana foi morta.
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 2,5 2,6 2,7 2,8 Harry Potter e as Relíquias da Morte, C. 28
  3. Relíquias da Morte, C. 8
  4. 4,0 4,1 Relíquias da Morte, C. 35
  5. Relíquias da Morte, C. 11
  6. Relíquias da Morte, C. 29
  7. Harry Potter e a Pedra Filosofal
  8. transcrição da MuggleNet do Bloomsbury Webchat (em inglês
  9. Behind the Name: Ariadne (em inglês)
  10. "[http://www.the-leaky-cauldron.org/2009/5/30/deathly-hallows-casting-updates-teen-dumbldedore-cast-chris-rankin-returns-and-more (em inglês)
  11. http://www.cosforums.com/showthread.php?t=127572

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória