Fandom

Harry Potter Wiki

Armada de Dumbledore

2 045 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

"Todo grande bruxo da história começou por baixo. Exatamente como todos nós aqui: alunos. Se eles conseguiram, por que não nós?"
Harry Potter[fnt]

A Armada de Dumbledore, também conhecida como A.D. ou Associação de Defesa, foi uma organização secreta formada por Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley em 1995 para ensinar seus colegas de Hogwarts a se defender contra as artes das Trevas.

A ideia surgiu com a recusa de Dolores Umbridge, a professora da matéria no ano letivo em questão, de ensinar nada além de teoria em suas aulas. A armada era formada por 28 membros. O grupo foi dissolvido no ano letivo seguinte, quando Severo Snape assumiu o cargo de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, embora alguns membros atenderam ao chamado e participaram da Batalha da Torre de Astronomia no fim do ano.

Foi refundada por Neville Longbottom, Gina Weasley, e Luna Lovegood em 1997 após Hogwarts cair nas mãos de Lord Voldemort para opor os professores Comensais da Morte Aleto e Amico Carrow, que divulgavam propaganda anti-trouxa e nascidos-trouxas e ensinaram as Artes das Trevas. A Armada de Dumbledore desempenhou um papel vital durante a Segunda Guerra Bruxa, e seus membros lutaram na Batalha do Departamento de Mistérios, na Batalha da Torre de Astronomia, e na Batalha de Hogwarts.

História Editar

1995-1996 Editar

Formação Editar

Pouco depois de sua quinta aula de Defesa Contra as Artes das Trevas durante o seu quinto ano, logo ficou claro para Harry, Rony e Hermione que a defesa prática não seria ensinado na aula. Em vez disso, sob o comando de Dolores Umbridge apenas um curso de teoria seria ensinado. O Ministro da Magia Cornélio Fudge tinha medo de que Alvo Dumbledore poderia usar lições práticas para treinar um exército de bruxos e bruxas para se opor a ele e tentar tomar o Ministério, uma vez que ele se recusou a acreditar que Lord Voldemort tinha retornado. Eles afirmaram que a morte de Cedric Diggory foi um "trágico acidente", e se recusaram a admitir que Voldemort o havia assassinado. [1]

Formação da AD.jpg

Hermione propondo a formação de um grupo de estudo prático ministrado por Harry.

Preocupada que eles precisavam de habilidades mágicas defensivas para combater Lord Voldemort e seus Comensais da Morte, Hermione propôs a formação de um grupo de estudo prático que seria ensinado por Harry como ele tinha mais experiência do que qualquer um deles com o uso de defensivos real e magia ofensiva seguir seus encontros com Lord Voldemort. [1] [2] [3] [4] Harry estava inicialmente relutante, mas, após duas semanas lidando com Umbridge, e sua nomeação como a primeira Alta Inquisidora de Hogwarts, ele finalmente concordou. Hermione marcou um encontro no Cabeça de Javali durante a primeira visita do ano escolar a Hogsmeade para quem queria aprender, embora Harry estivesse cético de que alguém iria aceitar. Já que, devido a campanha Profeta Diário contra ele, muitos dos alunos consideravam-no ou um mentiroso ou louco. [1]

Reunião.png

A reunião de estudantes no Cabeça de Javali, que se tornaria conhecido como Armada de Dumbledore.

No Cabeça de Javali, Harry ficou surpreso ao ver um bom número de estudantes da Grifinória, Lufa-Lufa e Corvinal, embora ele nutria a suspeita de que alguns, tais como Zacharias Smith, só queriam ouvir sobre a noite em que Cedrico Diggory foi assassinado. Depois de algum ceticismo inicial, os amigos de Harry começaram a listar suas realizações - impedindo o roubo da Pedra Filosofal , derrotando o basilisco na Câmara Secreta, afugentando cem dementadores, produzindo um Patrono, conquistando o Torneio Tribruxo, e contra o próprio Voldemort. [1]

Assinatura.gif

Os alunos assinando o pergaminho.

Cada aluno assinou, alguns com certa relutância, um pergaminho para mostrar seu compromisso. Desconhecido para qualquer um deles, Hermione enfeitiçou o pergaminho para incluir uma azaração. Se qualquer estudante traísse a AA, em seguida, a palavra "DEDO-DURO" seria escrita em todo o seu rosto. A reunião terminou com o acordo de que as sessões eram para começar uma vez um local adequado fosse encontrado. [1]

Decreto Educacional Número 68 (24).jpg

Decreto Educacional Número Vinte e Quatro.

Sem o conhecimento de qualquer uma, eles estavam sendo observados. Mundungo Fletcher, disfarçada como uma bruxa com um véu preto grosso, estava mantendo um olho em Harry para a Ordem da Fênix, enquanto Willy Widdershins informou Umbridge da reunião para evitar a punição para uma série de incidentes com vasos sanitários regurgitantes. Umbridge usou as informações para implementar o Decreto Educacional Número Vinte e Quatro, que proibiu todas as organizações de estudantes que não foram aprovados de pelo Alto Inquisidor. [1] Apesar de não ser revelado naquele momento, Aberforth Dumbledore também transmitiu informações sobre a AD à Ordem, como eles estavam se encontrando dentro de seu pub.

Inicialmente, Ronald pensou que um estudante na reunião os tinha traído, até que Hermione salientou que, se o tivessem feito, ela teria conhecimento disto já que ela colocara uma azaração no pergaminho que eles assinaram. Apesar da proibição, Harry assegurou todos os membros que as reuniões iriam adiante uma vez que a localização ideal fosse encontrada. Eles apenas precisavam ter cuidado. Logo, Harry foi informado da Sala Precisa pelo elfo doméstico Dobby, que ocasionalmente a usava para esconder a elfa Winky, quando esta ficava bêbada. Depois de Dobby disse como para chamar a sala, a AD foi convocada para a sua primeira sessão de treinos. [1]

Treinamento Editar

Traição e descoberta Editar

Bombarda Maxima.gif

Umbridge descobrindo ponto de encontro da AD.

Pouco antes da Páscoa, um membro da AD, Marietta Edgecombe, traiu-os a Umbridge. Ela era um membro relutante do AA, tendo sido trazido para as reuniões por sua amiga, Cho Chang. Sua mãe trabalhava na Comissão de Regulamentação da Rede de Flu e estava ajudando Umbridge a monitorar a Rede de Flu em Hogwarts. Com medo de que o trabalho de sua mãe estava em perigo, e não convencida pela entrevista de Harry n'O Pasquim, ela revelou a localização de reuniões da Ad para Umbridge. Imediatamente, o feitiço que Hermione tinha colocado sobre o pergaminho fez com a palavra "DEDO-DURO" no rosto de Marietta.[1]

Dobby, o elfo doméstico, soube o rumo dos acontecimentos, e correu para a Sala Precisa para avisar Harry e o a maioria dos membros escapou, mas Harry foi pego por Umbridge e vários estudantes da Sonserina que eram membros da Brigada Inquisitorial. Uma pesquisa naa sala descobriu o pergaminho que cada membro da AD tinha assinado, intitulado "Armada de Dumbledore". Finalmente tendo o que considerou "prova" de que Dumbledore estava construindo um exército para desafiar o Ministério, Umbridge contactou imediatamente Cornélio Fuge. [1]

Dumbledore escapa.jpg

Dumbledore escapa dos funcionários do Ministério da Magia após ser acusado de conspiração.

Durante um confronto com Fudge e Umbridge, Alvo Dumbledore assumiu total responsabilidade pela criação da Armada de Dumbledore, para proteger Harry e os estudantes da ira do Ministério, argumentando que as discussões ouvidas sobre a criação de um tal grupo tinha ocorrido antes que o Decreto Educacional proibisse tais reuniões e não tinham nenhuma evidência de que qualquer reunião tinha tido sido entre aquela época e naquela noite. Kingsley Shacklebolt, um Auror e membro da Ordem da Fênix, usou um feitiço de falsa Memória em Marietta para fazer a sua versão dos acontecimentos tal como a de Dumbledore, aproveitando o facto de Marietta só tinha mencionado a reunião desta noite, em vez de revelar os meses de aulas que a precederam. Sua "confissão" levou a Fudge tentar prendê-lo. Dumbledore escapou com a ajuda de seu Fênix, Fawkes, resultando em Umbridge ser nomeada como a nova diretora de Hogwarts.[1]

Rompimento de autoridade Editar

Fogos Espontâneos Weasley.gif

Os fogos de artifício de Fred e Jorge Weasley aterrorizando Dolores Umbridge.

Membros da AD, especialmente Fred e Jorge Weasley, rebelaram-se contra a nova autoridade na escola. Em uma ocasião, os gêmeos lançara fogos de artifício encantados através da escola, o que causou o caos, e com o qual os professores negligenciaram ajuda a Umbridge. Fred e George levaram fácil durante as férias da Páscoa, mas, em seguida, sua rebelião para um novo nível. Eles transformaram um corredor da escola em um pântano para criar uma diversão para Harry para acessar a lareira no escritório de Umbridge, numa tentativa de entrar em contato com Sirius Black, e foram encurralados por Umbridge e os membros da Brigada Inquisitorial. Em um último ato de desafio, os gêmeos convocaram suas vassouras, zombaram abertamente a autoridade de Umbridge, atingiram os membros da Brigada com uma variedade de azarações e escaparam da escola atrás de prosseguir uma carreira em sua loja de logros.

No rescaldo da saída de Fred e George, o corpo estudantil seguiu seus passos, lançando bombas de bosta, utilizando Kit Mata-Aula, e, no caso de Lino Jordan, liberando Nifflers no escritório de Umbridge. Mesmo Pirraça, que nunca tinha obedecido uma ordem de qualquer estudante, seguiuu o pedido de Fred e George para "dar-lhe o inferno com eles." [1] Pirraça durante o final do ano escolar passou a perseguir Umbridge fora do castelo com a bengala da Professora McGonagall.

Apesar disso, NOM's foram em frente, e os membros da Armada de Dumbledore impressionaram os examinadores durante o exame prático de Defesa Contra as Artes das Trevas, especialmente Harry, que produziu seu Patrono e obteve nota bônus. [1] Embora ela parecesse presunçosa do lado de fora quando Harry terminou o NOM, ela ficou furiosa que ele tinha realmente passado.

Como para o traidor Marietta, devido a sua traição causando o desligamento da organização, ela foi profundamente desprezado por quase todos os outros membros: Harry, Hermione e Ron todos insultando-a e criticando-a, embora sua amiga Cho fosse a única que a defendia para ela. Ela ainda tinha as cicatrizes no ano seguinte.

Membros da Armada de Dumbledore Editar

Membros da A.D.

Aparições Editar

Armada de Dumbledore
Ravenclaw ClearBG2.png Gryffindor ClearBG2.png Hufflepuff ClearBG2.png
Fundadores:
Harry Potter | Hermione Granger | Ronald Weasley
Líderes:
Harry Potter | Neville Longbottom | Luna Lovegood | Gina Weasley
Grifinórios:
Katie Bell | Lavender Brown | Colin Creevey | Dennis Creevey | Simas Finnigan | Angelina Johnson | Lee Jordan | Rionach O'Neal | Parvati Patil | Alicia Spinnet | Dean Thomas | Romilda Vane | Fred Weasley | Jorge Weasley | Nigel Wolpert | Garota não identificada
Corvinais:
Terêncio Boot | Cho Chang | Miguel Corner | Marietta Edgecombe | Antônio Goldstein | Padma Patil | Maisy Reynolds | Garoto não identificado
Lufa-Lufanos:
Ana Abbott | Susana Bones | Justino Finch-Fletchley | Ernie Macmillan | Zacharias Smith | Leanne | Garota não identificada
Desconhecidos:
Luca Caruso | Alice Tolipan
Aliados da Armada de Dumbledore:
Ordem da Fênix | Funcionários de Hogwarts | Augusta Longbottom | Andrômeda Tonks | Ted Tonks | Percy Weasley | Olívio Wood | Dobby | Grawp | Winky
Outras Afiliações:
Colônia de Centauros da Floresta Proibida | Rebanho de Hipogrifos de Hogwarts | Elfos domésticos de Hogwarts |Fantasmas de Hogwarts| Alunos de Hogwarts | Rebanho de Testrálios de Hogwarts

Notas e referências Editar

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória