Fandom

Harry Potter Wiki

Azkaban

2 045 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Azkaban é uma ilha-fortaleza no meio do Mar do Norte. Ele serve a comunidade bruxa da Grã-Bretanha como uma prisão. Foi construída no século 15 e tem sido usada como um centro de detenção desde 1718. Usando certos feitiços, Azkaban está escondido do mundo mundo, e é ilocalizável.

Após a partir de Eldritch Diggory nos anos 1730 ou 1740, um cemitério foi criado na ilha para acomodar aqueles que morreram na prisão.

História Editar

A ilha em que Azkaban foi construída nunca apareceu em qualquer mapa e se acredita ter sido criada ou ampliada por meios mágicos. Azkaban foi inicialmente uma fortaleza que era a casa do mago maligno Ekrizdis , conhecido por atrair trouxas para sua ilha, onde ele os torturava e assassinava. Após sua morte, os encantos de ocultação desapareceram e o Ministério da Magia admitiu a existência da ilha pela primeira vez. Mesmo assim, o lugar estava infestado com dementadores, criaturas imundas que sugam a felicidade da vítima e causam grande sofrimento aos que estão perto deles.

Autoridades consideraram destruir a fortaleza, mas decidiu contra ela com medo de uma possível vingança dos Dementadores ou da própria ilha. Posteriormente, a ilha foi deixada sozinha durante anos, antes da criação do Estatuto Internacional de Sigilo em Magia. Por causa da impraticabilidade de usar pequenas prisões bruxas os planos para uma prisão construída propositadamente para bruxos começaram a surgir. No entanto, quando Damocles Rowle foi eleito Ministro da Magia, em 1718, ele insistia em usar Azkaban, vendo os dementadores como uma vantagem, porque usá-los como guardas pouparia despesas, tempo e problemas. Este plano foi finalmente posto em prática e, apesar dos protestos, Azkaban permaneceu a prisão do mundo bruxo, principalmente por causa da completa falta de fugas e quebras de segurança.

Embora a subsequente ministro Eldritch Diggory, tendo visitado Azkaban e testemunhado o seu horror, lutou para encontrar alternativas à prisão ou no mínimo remover os Dementadores, ele pegou varíola de dragão em 1747, antes que se pudesse chegar a uma decisão. Quando o ministro Hesphaestus Gore assumiu o cargo, ele foi responsável pela renovação e reforço de Azkaban. Ninguém considerou o o fechamento da prisão até Quim Shacklebolt assumir em 1998.

Azkaban ganhou uma reputação de ser um lugar horrível, principalmente devido aos guardas: os Dementadores. Devido a isso, a maioria dos prisioneiros finalmente enlouqueciam e lentamente morreu sob a influência dos Dementadores. Desde [[[1717]], usar qualquer uma das três Maldições Imperdoáveis em outro ser humano levava a uma pena de prisão perpétua em Azkaban (a menos que houvessem provas suficientes de que a pessoa o fez sob a influência da Maldição Imperius, ou exceções legais feitas pelo Ministério da Magia, como no caso de Aurores na Primeira Guerra Bruxa).

Segurança Editar

Pré-1998 Editar

Azkaban foi guardada por dementadores até que a maioria deles se revoltou e se juntou a Lord Voldemort no verão de 1995. Como resultado, os Comensais da Morte |escaparam em massa para se juntar seu mestre tanto em 1996 quanto em 1997.

É provável que haja uma Azaração Anti-Aparatação em Azkaban; se não houvesse, bruxos e bruxas poderiam simplesmente aparatar da prisão para o mundo exterior. No entanto, uma vez que é discutível que a maioria dos bruxos e bruxas precisa de uma varinha para Aparatar, este pode ser irrelevante, já que nenhum dos prisioneiros mantinha a posse de suas varinhas. Antes de 1995, a maioria dos prisioneiros mal teria força suficiente para aparatar de qualquer maneira, como a mera presença dos dementadores, especialmente em grandes números, inibe o uso de poderes mágicos.

Antes da revolta dos Dementadores, as únicas pessoas que conseguiram escapar da prisão foram Bartô Crouch Jr. e Sirius Black, em 1982 e 1993, respectivamente. Crouch Jr. foi contrabandeado para fora por seu pai, Bartô Crouch Sr., e substituído por sua morte mãe usando a Poção Polissuco, enquanto Sirius foi capaz de escapar mudando em sua forma de Animago. A revolta comprometeu seriamente a segurança, como várias fugas aconteceram, devido a prisão não ser mais guardada por dementadores, mas o Ministério continuou omitindo certos fatos para manter uma fachada de controle.

Há um cemitério fora dos muros de Azkaban, onde os dementadores enterram os prisioneiros que morreram. No entanto, se o prisioneiro morto tem um parente que não é um criminoso, o parente em questão tem o direito de pegar o cadáver para um enterro apropriado, como Bartô Crouch Sr. tinha o direito de pegar o corpo que estava disfarçado como seu filho, ao que ele escolheu não fazer devido ao medo de ser exposto por ajudar na fuga de seu filho.

Embora a prisão seja no meio do oceano com paredes de ferro protegendo-o, não era necessário para manter prisioneiros dentro, como Remo Lupin disse, porque os prisioneiros já foram presos em suas próprias cabeças devido à intensa depressão causada pelos Dementadores. Como Sirius indicou, a maioria dos prisioneiros enlouquecia depois de um curto período de tempo, e alguns até pararam de comer, preferindo a morte à sua vida dentro de Azkaban. Dementadores alimentavam os prisioneiros, indicando os prisioneiros podem ter sentido depressão na hora das refeições.

Visitas à ilha são fortemente restritas. Um exemplo foi quando Bartô Crouch Sr e sua esposa foram autorizados a visitar seu filho; eles aproveitaram este privilégio para contrabandear Bartô Jr para fora da prisão. Ao Ministro da Magia também é permitido visitar a prisão, como para verificar determinados prisioneiros, como Cornélio Fudge fez em Sirius Black. [[[Arthur Weasley]] visitou Azkaban a negócios uma vez.

Depois da guerra Editar

Após o fim da Segunda Guerra Bruxa e nomeação de Kingsley Shacklebolt como Ministro da Magia, em 1998, os dementadores deixaram de ser empregados como guardas de Azkaban. Este foi provavelmente porque tinham provados serem indignos de confiança, e porque a depressão e loucura que a sua presença causou em prisioneiros foi considerado desumano.

Desde que foram removidos, Aurores passaram a guardar a prisão. Não se sabe quantos sobreviventes apoiantes de Voldemort e dos Comensais da Morte foram presos no rescaldo. Também foram presos quaisquer funcionários do Ministério que, conscientemente e voluntariamente apoiaram as ideologias de Voldemort durante o tempo em que o Ministério esteve sob seu controle, principalmente os da Comissão de Registro dos Nascidos-Trouxas, sendo a mais proeminente Dolores Umbridge, por seus crimes contra a humanidade (e, mais especificamente, nascidos trouxas).

Por trás das cenas Editar

  • Fugir de Azkaban é um delito grave, punível com o Beijo do Dementador. Sirius Black estava destinado a isso, se ele não tivesse sido resgatado de antemão, e Bartolomeu Crouch Jr sofreu com isso quando a sua fuga se tornou pública. Essa pena é provavelmente porque os prisioneiros que escaparam são perigosos demais para ser simplesmente confinados novamente na prisão, uma vez que poderiam facilmente escapar mais uma vez.
  • Os Prisioneiros de Azkaban têm seus números de seu cartão de lugar tatuados em seu pescoço e tem fotos deles tiradas com o seu número oficial.
  • Não há nenhum humano (guardas, funcionários etc.) em Azkaban a exceção dos prisioneiros. Todos os presos, como se vê nos filmes, usam camisas brancas com listras. No entanto, após Kingsley Shacklebolt expurgou Azkaban dos dementadores e substituiu-os com Aurores.
  • O acesso a Azkaban é estritamente proibida a todas as pessoas, exceto funcionários de alto ranking do Ministério, que recebem permissão para entrar na prisão e visitar os presos, embora isso seja muito raro.
  • Prisioneiros de Azkaban são trazidos para a prisão por Aurores, tornando Aurores os únicos funcionários que visitam regularmente a prisão, mas apenas para entregar os prisioneiros (antes de eles substituírem os dementadores como guardas).
  • Estar na posse de um "verdadeiro" Vira-Tempo, que permite ao utilizador viajar de volta ao passado para além do limite de segurança de cinco horas, é punível com uma sentença em Azkaban, como Theodore Nott foi colocado sob custódia do Ministério depois de ser encontrado na posse de um protótipo.

Ver também Editar

Aparições Editar

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória