Fandom

Harry Potter Wiki

Duende

2 046 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.


Duendes compõe uma raça de humanoides diminutos e extremamente inteligentes que coexistem com os bruxos. Sua dieta consiste de carne, raízes e fungos, e se comunicam em (além de linguas humanas) uma língua composta de sons curtos e guturais.

Eles são conhecidos por sua habilidade no forjamento de metais, especialmente a prata, sendo que fabricam moedas para o mundo dos bruxos. Devido a sua sagacidade e habilidades monetárias, eles controlam grande parte das finanças no mundo dos bruxos, e administram o banco Gringotes. A raça possui um tipo de magia própria, e são representados no Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas do Ministério da Magia pela Seção de Ligação com os Duendes (dentro da Divisão de Seres). Eles são considerados por muitos bruxos como seres inferiores, e demonstram muito mais desgosto com esta atitude do que elfos.

Descrição Editar

"Ele era uma cabeça mais baixo do que Harry. Tinha uma cara escura e inteligente, uma barba em ponta e, Harry reparou, mãos e pés muito compridos. O duende o cumprimentou com uma reverência quando entraram."
J. K. Rowling[1]

Duendes são pequenos em estatura e possuem pele clara, já que no geral passam pouco tempo fora de estruturas. Seus dedos e pés são longos, e suas cabeças em formato de domo são pouco maiores que as dos elfos. Dentre as demais características associadas com duendes, destacam-se a calvície e pontas nos dedos, nariz e orelhas. Alguns possuem dobras epicânticas nos olhos, e outros usam chapéus pontudos.

História Editar

Durante a história do mundo dos bruxos, e principalmente nos séculos XVII e XVIII, houveram diversas rebeliões de duendes. Uma das mais conhecidas rebeliões aconteceu nos arredores Hogsmeade no ano de 1612. Nesta rebelião, um grupo de duendes tomou a pousada Três Vassouras como quartel-general. No geral, estes conflitos são descritos como "sangrentos" e "brutais", e os rebeldes contam com nomes como "Bodrode o Barbudo" e "Urgue o Impuro" (de acordo com Ronald Weasley).

O Profeta Diário relata que há grupos de duendes que trabalham secretamente contra o Ministério mesmo em tempos atuais, apesar da falta de evidências apresentadas na série. De acordo com J. K Rowling, todos os fatos citados a seguir são verdadeiros e responsáveis pelas muitas rebeliões, com a exceção de um:

Os duendes sofreram perdas durante a ascensão de Voldemort na década de 1970, onde uma família perto da cidade inglesa de Nottingham foi assassinada por seus seguidores.[2] Guilherme Weasley aproximou duendes (em especial, Ragnok) após o retorno ao poder de Voldemort, e constatou que talvez não quisessem tomar partido na guerra que estava por vir. Ele diz que não conseguia ter certeza se os duendes acreditavam no retorno de Voldemort, e Arthur Weasley comentou que não acreditava que se uniriam ao lorde das trevas, mesmo que soubessem. Remo Lupin comentou que tudo dependeria do que lhes fosse oferecido, já que a promessa da liberdade que o Ministério lhes negava poderia tenta-los. Gui comenta que seu contato, Ragnok, partilhava de um sentimento antibruxo, especialmente após a negação de uma quantia de ouro prometida aos duendes pelo Ministério da Magia durante o torneio de quadribol do verão de 1994, o que levou muitos a manter neutralidade até o fim da guerra. Após o roubo do cofre dos Lestrange no Gringotes, a Taça de Helga Hufflepuff foi roubada por Harry, Hermione e Rony, o que fez com que Voldemort matasse muitos trabalhadores duendes, tanto de raiva quanto para manter o segredo de suas horcruxes.

Habilidades e inteligência Editar

Duendes trabalhando.png

Duendes trabalhando no Gringotes.

Duendes são seres extremamente perspicazes e, com o passar dos anos, mantiveram relações efetivas com os bruxos. Eles permanecem subservientes na mente de muitos, mas conseguem estabelecer-se como parte vital da economia dos bruxos, já que administram o banco Gringotes e produzem moedas de troca, cada uma com o número serial do duende que a produziu. Não se sabe se há outros bancos (ao menos na Europa) associados com o mundo dos bruxos, mas Gringotes é conhecido por sua eficiência e segurança de primeira qualidade. Sua inteligência lhes permite enfrentar bruxos de forma que outras raças não conseguem, e duendes são conhecidos por suas habilidades relacionadas ao trabalho de ferreiro. Dentre os pertences de Sirius Black, estavam pratos de prata com o brasão da família Black gravado, que haviam sido feitos por duendes no século XV. Rúbeo Hagrid conseguiu um elmo feito por duendes em sua visita aos gigantes, que foi descrito como "indestrutível".

Relações sociais com humanos Editar

"O ouro, o vil metal! Não podemos viver sem ele, mas confesso que deploro a necessidade de conviver com nossos amigos de dedos longos."
Travers[3]

Durante grande parte da história do mundo dos bruxos, duendes e bruxos travaram disputas de poder devido a erros dos dois lados. Enquanto duendes são conhecidos por sua ferocidade e antipatia em relação a bruxos e bruxas (que consideram arrogantes), muitos bruxos consideram eles como seres inferiores. Esse sentimento de repulsa mútuo causou e ainda causa conflitos violentos, como rebeliões e protestos violentos, já que, ainda mais que outras raças, a maioria duendes detestam o fato de ocuparem uma posição de segunda classe na sociedade bruxa. Em resposta à proibição do uso de varinhas por seres não-humanos, duendes não partilham de seus segredos mágicos com bruxos. Um exemplo de tais segredos são as propriedades das armas e armaduras que duendes produzem, que são quase indestrutíveis. Duendes possuem um termo para bruxos e bruxas, como demonstrado por Grampo, "porta-varinhas".[4]

Lista de duendes conhecidos Editar

Nome Afiliação Estado Notas
Gringote Banco de Gringotes Morto Fundou Gringotes em 1474 e apareceu em uma figurinha.
Ragnuk Reino dos Duendes Morto Foi rei dos duendes e forjou a Espada de Gryffindor. Também clamou que teve a espada roubada de si por Godrico Gryffindor.
Eargit Conselho dos Bruxos Morto Representante dos duendes no extinto Conselho dos Bruxos durante o século XIV. Apareceu em uma figurinha rara de Sapos de Chocolate.
Urgue Rebelião Morto Liderou a rebelião do Século XVIII epareceu em uma figurinha.
Ug Desconhecido Um famoso vigarista que organizou apostas em uma corrida de Seminvisos e fugiu com a receita, foi preso por bruxos por vender ouro de leprechaun e apareceu em uma figurinha.

Referências Editar

  1. Harry Potter e a Pedra Filosofal, Capítulo Cinco: O Beco Diagonal, página 66.
  2. Harry Potter e a Ordem da Fênix, Capítulo Cinco: A Ordem da Fênix, página 74.
  3. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo Vinte e Seis: Gringotes, página 411.
  4. Harry Potter e as Relíquias da Morte, Capítulo Vinte e Quatro: O Fabricante de Varinhas, página 379.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória