FANDOM


"Você não acreditaria quantas pessoas, até mesmo funcionários do Ministério não conseguem fazer um Feitiço-Escudo decente."
Jorge Weasley[fnt]

O feitiço escudo (Protego) é um termo aplicado a diversas variedades de feitiços. Eles criam uma barreira mágica para desviar entidades físicas e feitiços, a fim de proteger uma determinada pessoa ou área. As conjurações podem, às vezes, rebater diretamente para trás em direção ao lançador ou, em outros casos, podem ricochetear em outras direções ou dissipar-se assim que atingem o escudo.

História Editar

Não se sabe quem foi o inventor do feitiço e quando foi inventado.

Em 1484, na cidade de Poppleton, o tirano Conde de Paunchley realizou uma partida de justa.[1] Ele insistiu que todos os nobres por milhas ao redor devem vir para animá-lo no torneio e "nenhuma desculpa seria aceitável" por perder o evento. Mas o jovem Edmund Gaddlegate caiu de uma árvore naquele dia e quebrou a perna, e sua mãe o colocou na cama.[1] O conde não ouviu falar de ninguém ficar em casa, então ele arrastou Edmund e sua mãe para o castelo, e disse que a mãe tinha que assistir enquanto seu filho estava amarrado a um cavalo e forçado a competir na justa.

Os outros cavaleiros deixaram o torneio "em desgosto" com a ideia de justar um pequeno menino ferido, então o conde jurou que ele mesmo atacaria Edmund. Mas uma bruxa na multidão chamada Hannah Cockleford tinha outras ideias.[1] Farta do malvado Conde, ela lançou um Feitiço Escudo extremamente forte entre Edmund e o Conde, que estava "esmagado em sua armadura" quando o Feitiço Escudo derrubou-o e seu cavalo caiu sobre ele. O conde não morreu, mas quando chegou a ele estava com a impressão de que ele era um burro chamado Hairy Cyril.[1]

Harry Potter aprendeu esse feitiço em seu quarto ano, em preparação para a terceira tarefa do Torneio Tribruxo. Harry também ensinou esse feitiço a Armada de Dumbledore durante o ano letivo de 1995-1996, para que os membros pudessem se proteger quando chegasse a hora. Este foi também o tema de uma questão do NOMs de Teoria de Feitiços em 1996.[2]

Este feitiço foi usado frequentemente durante a Segunda Guerra Bruxa, na Batalha do Departamento de Mistérios, a Batalha da Torre de Astronomia, na Escaramuça na Mansão Malfoy, a Batalha de Hogwarts, bem como em muitas outras ocasiões.

Função e efeitos Editar

Quando lançado, um escudo (geralmente) invisível aparece onde a varinha do lançador é apontada, fornecendo uma barreira protetora entre eles e seu atacante. O escudo em si não libera a luz, mas sim o feitiço que ele faz. O único feitiço que o Feitiço do Escudo não pode defender é a Maldição da Morte, já que ela não pode ser bloqueada.[3]

O Feitiço de Escudo é um feitiço moderadamente difícil. Fred e Jorge Weasley perceberam que a maioria dos bruxos adultos, mesmo aqueles empregados pelo Ministério da Magia, não podia produzir um Feitiço Escudo funcional (algo que Harry Potter não só poderia realizar aos 14 anos, mas também transmitir aos membros da AD). Eles usaram isso a seu favor ao vender sua linha de roupas de proteção (Chapéu-Escudos, capas , etc.), sobre as quais os feitiços permanentes Escudo eram lançados.

O encantamento para o feitiço Escudo mais simples é Protego.

Variações conhecidas Editar

Usuários conhecidos Editar

Etimologia Editar

Protego do latim "eu protejo".

Por trás das cenas Editar

  • Nos filmes, Feitiços Escudo são usados ​​em quase todos os duelos mostrados, quase sempre usados ​​não-verbalmente.
  • Também nos filmes, Feitiços Escudo são mostrados para serem capazes de desviar objetos materiais, como flechas que foram disparadas usando um arco. Também tem mostrado ser capaz de suportar o fogo de dragão de um Rabo-Córneo Húngaro, como visto em Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 (jogo).
  • O livro retrata o Feitiço Escudo como sendo apenas capaz de repelir "maldições e feitiços de menor a moderado", embora Harry Potter o use para bloquear os piores efeitos da maldição de Antonin Dolohov no Departamento de Mistérios. No entanto, o filme indica que o Feitiço Escudo é significativamente mais poderoso, pois Harry é capaz de usá-lo para desviar completamente as poderosas maldições lançadas pelo próprio Voldemort.
  • Nos livros, Protego também é capaz de impedir que dois bruxos briguem um com o outro quando um escudo é lançado entre eles.

Aparições Editar

Notas e referências Editar

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Livro de Feitiços
  2. Veja esta imagem
  3. Harry Potter e a Ordem da Fênix