FANDOM


Muggles 1

Trouxas londrinos

Um trouxa (também chamado de não-mágico nos Estados Unidos) é um ser humano naturalmente incapaz de fazer magia, ou seja, a antítese de um bruxo. A maioria dos trouxas não sabem que a magia e o mundo mágico existem e os poucos que sabem são geralmente os pais ou parentes próximos de bruxos e bruxas (por exemplo, os pais de Hermione Granger e os tios de Harry Potter). Os trouxas não devem ser confundidos com os abortos, que também não detêm magia, mas nasceram de famílias bruxas e conhecem o mundo bruxo. Existem dez vezes mais trouxas do que bruxos no mundo.

História das relações entre bruxos e trouxasEditar

Até o final do século XVII, trouxas e bruxos conviviam uns com os outros. Alguns trouxas pediam auxílio de vizinhos mágicos (como é descrito na primeira história de Os Contos de Beedle, o Bardo), enquanto outros consideravam os bruxos como seres malignos, o que levou à caça às bruxas na Idade Média. No entanto, a maioria dos bruxos escapou ilesa desses ataques através do uso de feitiços antichamas. Um exemplo conhecido é Wendelin, a Estranha, uma bruxa que permitiu que a capturassem e queimassem um total de quarenta e sete vezes, usando diferentes disfarces, pois ela gostava das cócegas que as queimaduras proporcionavam sob a proteção mágica.

Devido a essa extrema perseguição, a Confederação Internacional dos Bruxos aprovou uma lei, em 1689, que garantia a proteção mundial da comunidade bruxa através do sigilo de sua existência. A lei, conhecida como Estatuto de Sigilo, entrou em vigor três anos depois, em 1692, e desde então bruxos passaram a viver em comunidades isoladas e aplicar feitiços de ocultação em tudo que é mágico. A família Malfoy, de puro-sangue, foi famosa por se opor ao estatuto devido à sua conexão com a aristocracia trouxa.

Famílias trouxas conhecidasEditar